You're using an unsupported browser. This site may not look optimal.

10/03/2017
Concrete & Conjured:
Lessons on Density
from São Paulo

On the occasion of the visit of the Van Alen Institute International Council to São Paulo, Brazil, Van Alen Institute and INSTITUTO BARDI / CASA DE VIDRO present Concrete & Conjured : Lessons on Density from São Paulo: two, back-to-back panel discussions in English and Portuguese on the opportunities and challenges of density in Brazil. Local architects, designers, and city leaders will reflect on the consequences of spontaneous and planned densities with international guests at INSTITUTO BARDI’s programming space Espaco PIPA.

Working together, speakers will examine cultural perceptions of density in the urban environment, the relationship between high-density neighborhoods and access to infrastructure, and the capacity for density as a building block for burgeoning community identity and positive urban change.

Guests of the event are invited to join speakers for a reception following the panel at Casa de Vidro (1951, Lina Bo Bardi).

||

Em ocasião da visita do Conselho Internacional do Van Alen Institute a São Paulo (Brasil), o Van Alen Institute e o INSTITUTO BARDI / CASA DE VIDRO apresentam Ocasionais e Planejadas: Lições Sobre Densidade Urbana em São Paulo, dois painéis de discussão (em português e inglês) sobre as oportunidades e os desafios da densidade urbana no Brasil. Arquitetos e planejadores locais, e líderes municipais refletirão sobre as consequências de densidades reais e planejadas junto a convidados internacionais no Núcleo Paraisópolis, o novo espaço de programas do INSTITUTO BARDI.

Trabalhando juntos, os palestrantes examinarão percepções culturais relacionadas à densidade no ambiente urbano, o acesso à infraestrutura em bairros de alta densidade e a capacidade que a densidade urbana tem de promover identidades e mudanças positivas para diferentes comunidades.  

Após a conferência, todos os participantes do evento serão convidados a uma recepção na Casa De Vidro (1951, Lina Bo Bardi).